Livros | Resenhas

Codinome Villanelle – o livro que inspirou a série Killing Eve

12/05/2020

Finalmente a Editora Suma das Letras trouxe ao Brasil a edição traduzida de Codinome Villanelle. Infelizmente, por enquanto, teremos apenas a edição digital da obra que inspirou a produção da série Killing Eve, que está disponível na Globo Play.

Como eu estava ansiosa pela tradução de Codinome Villanelle, não contei tempo até ler a edição em português. Já havia tentado fazer a leitura do livro em inglês, porém, a experiência não tinha sido tão boa. Contudo, a leitura do texto traduzido acabou sendo melhor do que eu esperava, porém, acredito que faltou algo na história.

Pode ser que eu tenha sido influenciada na leitura, pois assisti a primeira temporada de Killing Eve antes de ler Codinome Villanelle. Assim, pude perceber que o livro acaba sendo bastante diferente da adaptação cinematográfica em algumas partes.

Observando a obra pelo meu lado leitora, a narrativa é devagar e, embora aconteçam várias coisas, parece que a história não sai do lugar. Em Codinome Villanelle, o leitor é basicamente introduzido à história da assassina Villanelle e de Eve, agentedo serviço secreto da Inglaterra.

Toda história inicia quando Villanelle recebe como tarefa matar um inimigo da organização criminosa para a qual ela trabalha. Ela executa muito bem a tarefa e passa assassinar outros vários homens no decorrer da narrativa.

Eve, por outro lado, mostra-se incrivelmente obcecada por assassinas mulheres. E, assim que percebe que estes crimes são cometidos por uma mulher, ela acaba querendo encontrar Villanelle e descobrir a identidade dela a todo o custo.

A todo momento somos lembrados que Villanelle é uma completa psicopata. O autor não nos deixa esquecer esta característica da personagem para que não nos afeiçoemos a ela. Já enquanto a Eve, nada nela me prendeu ou me fez criar empatia…

Embora eu tenha achado a narrativa lenta e o livro não ter chego a lugar algum, o que me deixou completamente frustrada com a leitura, o final me fez querer ler as continuações. Pois, o autor conseguiu deixar um gancho final muito bom.

E aí? Você já leu Codinome Villanella? Me conta nos comentários o que achou da história.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *